PLÁSTICOS NO FLATFIX FUSION

A linha FlatFix Fusion está no mercado desde 2014 e foi o primeiro sistema de montagem para telhados planos da Esdec. Este sistema de montagem conquistou o seu lugar no mercado uma vez que estabelece de imediato um padrão elevado, tanto em termos de flexibilidade como de acabamento e processamento. Para manter o sistema atualizado, a Esdec lançou recentemente uma atualização para vários componentes da linha FlatFix Fusion. Representa melhorias que não só tornam os trabalhos de instalação mais fáceis para os instaladores, como permitem mais segurança ao sistema fotovoltaico. Mostramos-lhe todos esses novos gadgets e as perguntas mais frequentes sobre este sistema!

FlatFix, a linha de produto para telhados planos

Muitas vezes ouvimos: qual é a diferença entre os sistemas de montagem FlatFix Fusion e Wave Plus? Aqui fica um resumo sobre este tema: Fusion é um sistema de montagem extremamente flexível para telhados planos de tamanho médio e pequeno, idealizado para vivendas e pequeno comércio e indústria. Embora a área de superfície seja menor, esses telhados podem ter várias unidades de refrigeração, ventilação e outros obstáculos. O sistema Fusion permite instalar os módulos fotovoltaicos em volta desses obstáculos de maneira flexível e fácil. O FlatFix Wave Plus foi desenvolvido para coberturas comerciais de grande porte. Durante o desenvolvimento, tivemos em consideração uma instalação rápida e sem erros, para facilitar a instalação de muito espaço na cobertura.

FlatFix Fusion, utilização inteligente de materiais

Enquanto o sistema de montagem FlatFix Wave é construído principalmente de aço mais robusto, o FlatFix Fusion combina as propriedades positivas de vários materiais para criar um sistema de montagem leve e flexível. Por exemplo, os perfis de alumínio e os tabuleiros de lastro em aço asseguram a solidez do sistema. A flexibilidade do sistema obtém-se com o uso de peças plásticas em pontos cruciais. A vantagem é que se pode injetar plástico em moldes com qualquer tipo de forma que se adapta perfeitamente aos perfis de alumínio. A combinação de alumínio e plástico torna o sistema leve e, com isso, fácil de transportar ao telhado. Também proporciona uma maior flexibilidade na colocação do lastro adequado nos locais desejados. Além disto, o sistema está disponível em alumínio e totalmente a preto, representando um acréscimo agradável à estética exterior em telhados residenciais. Por último, mas não menos importante: o alumínio e o plástico não enferrujam e não têm comportamentos físicos e mecânicos que afetem as propriedades mecânicas de cada um.

Plástico no telhado com 20 anos de garantia?

Ao utilizar peças de plástico onde se necessita máxima flexibilidade, temos a possibilidade de criar funções, pés e conectores específicos. Se analisarmos os suportes de telhado de plástico, nos quais o módulo fotovoltaico é fixado com o elemento de base, vemos que estes suportes de telhado se encaixam na base alta e na base baixa com um acoplamento móvel. As dilatações e contrações do sistema, nomeadamente da cobertura e do módulo fotovoltaico são outros fatores muito importantes a ter em consideração. Se o sistema de montagem não for capaz de absorver estes impactos, podem ocorrer danos à cobertura e à construção do telhado. O FlatFix Fusion foi concebido para se adaptar a expansões e encolhimentos. Como os suportes de telhado podem mover-se do acoplamento, o sistema desliza sobre o suporte de telhado. O sistema é desacoplado, de forma automática, quando necessário e evita danos no telhado.
O plástico não é um plástico comum. Não é um plástico utilizado em equipamentos de cozinha ou jardim, uma vez que conta com altas exigências industriais. Por exemplo, o plástico utilizado tem uma alta estabilidade UV, não ocorrem quaisquer degradações. A qualidade, portanto, permanecerá a mesma durante 20 anos. Para além disto, não há quaisquer substâncias nos nossos componentes de plástico que reaja com plastificantes, isto é, não afeta a cobertura do telhado.

Conector terra e ligação

Para evitar diferenças de tensão no sistema fotovoltaico, utiliza-se a equalização potencial para ligar todas as partes que possam ter corrente. Para a ligação de todos os módulos fotovoltaicos numa fileira utiliza-se o grampo de módulo universal FlatFix Fusion. Previamente, para ligar os módulos fotovoltaicos um com o outro, o FlatFix Fusion utiliza sempre anéis de ligação à terra debaixo dos módulos. Este anel de ligação à terra foi substituído pelo grampo de módulo universal. Graças ao novo grampo de módulo universal, esse passo está integrado na instalação de grampos, sem necessitar qualquer manuseamento ou peça adicional. Os cantos afiados dos anéis de ligação à terra e/ou os terminais de ligação cortam a camada externa dura (por exemplo, oxidação, anodização ou pintura) da estrutura do módulo fotovoltaico, obtendo-se uma ligação elétrica robusta e duradoura. Com a colocação do grampo de módulo universal, todos os módulos fotovoltaicos numa fileira são imediatamente “ligados” uns aos outros. Para continuar a ligação permanente à terra, utiliza-se o cabo de ligação à terra multi-core de 6mm2 de cobre estanhado, ligado à calha de ligação à terra através do clipe de ligação à terra encaixado no grampo terminal.

Atualização do FlatFix Fusion com melhorias inteligentes

O departamento de desenvolvimento e pesquisa da Esdec está constantemente à procura de oportunidades não apenas para desenvolver novos produtos, mas também para tornar os produtos existentes ainda melhores. Sempre ouvimos a opinião dos instaladores que utilizam o sistema, naturalmente.

  • Otimização da base baixa e alta
    A base baixa e alta, onde os painéis são fixados ao sistema de montagem, têm sido renovadas para que tenham uma potência de fixação ainda melhor e mais resistente. Isto não é só importante para condições meteorológicas cada vez mais extremas, mas também para a manutenção a ser realizada no sistema fotovoltaico, para assegurar que continuem em ótimas condições após a remoção e substituição de um módulo.
  • Grampos terminais renovados
    Para facilitar a fixação dos módulos e simplificar a ligação à terra (corrente de descarga), a Esdec desenvolveu uma nova série de grampos terminais. O grampo tem agora pequenas saliências na parte inferior que se encaixam com precisão nos orifícios da base alta e baixa. Desta forma, o grampo permanece sempre firme na posição correta para que ao apertar e instalar dificilmente possa sair errado. A Esdec também procura facilitar a maneira de ligar à terra uma fila de módulos. A solução encontrada para isto foi adicionar uma saliência no grampo terminal onde os clipes de ligação à terra encaixam à perfeição. Isto garante uma maneira segura e boa de ligação à terra.
  • Defletores de vento
    Os defletores de vento fornecem um desenho aerodinâmico para que o vento tenha o menor efeito possível em todo o sistema. Na prática, significa que se necessita menos lastro na instalação. Essas placas laterais foram modificadas e apresentam agora pontas arredondadas para maior segurança para o instalador e para os cabos, reduzindo o risco de danos no material do telhado graças à ausência de pontas e cantos afiados. A atualização mais importante nesta secção são as novas saídas de cabos flexíveis. Em combinação com a guia de saída de cabos, agora é possível juntar e colocar os cabos de maneira ainda mais segura. Trata-se de mais um acréscimo às vantagens do sistema para aliviar a tensão dos cabos.

VER FLATFIX FUSION VIRTUALMENTE

No nosso virtual showroom pode visualizar todos os nossos sistemas de montagem no Centro de Inovação Esdec.